Escolha uma Página
7 mitos ao cozinhar massa

7 mitos ao cozinhar massa

Outro dia meu pai me disse que ele testa o ponto da massa jogando um pedaço na parede, se a massa grudar é porque está pronta! Eu achei muito engraçado! Mas a verdade é que eu perdi a conta de quantos mitos eu já ouvi sobre como cozinhar massa da maneira certa, e tenho certeza que você também!

Foi pensando em todas essas histórias sobre como cozinhar massas, que escrevi os 7 maiores mitos sobre o cozimento certo de massas! Tenho certeza que você já ouviu pelo menos 2 desses mitos:

Mito 1: Jogar um pedaço de massa na parede. Se a massa ficar grudada, está perfeitamente cozida!

Verdade: Ambas massas cozidas ou cruas podem grudar se você jogar elas na parede e isso não tem nada a ver com a massa estar pronta.

Mito 2: Adicionar sal na água faz com que ela ferva mais rapidamente.

Verdade: Adicionar sal na água faz o efeito ao contrário e aumenta o ponto de ebulição. O sal é usado para temperar a massa, não para acelerar o processo de cozimento.

Mito 3: Lavar a massa em água fria depois de cozinhar vai previnir dela ficar molenga.

Verdade: A não ser que você queira esfriar a massa para fazer uma salada, você deve evitar lavar a massa. Lavar muda a textura da massa.

Mito 4: Adicionar azeite de oliva na água para previnir que a massa grude entre si.

Verdade: A única maneira de fazer com que a massa não grude é mexer a massa com a ajuda de uma colher enquanto estiver cozinhando.

Mito 5: Quebrar a massa ao meio (spaghetti) vai fazer ela cozinhar mais rápido.

Verdade: Quebrar a massa ao meio só serve para fazer a massa entrar mais rapidamente na água, mas não vai ajudar a cozinhar mais rápido! O cozimento vai depender da grossura da massa, se for mais grossa vai demorar mais.

Mito 6: Escorrer a massa até tirar a última gota de água para não deixar o molho aguado.

Verdade: Um pouco de água na massa não vai aguar o seu molho, pois o líquido já está cheio de amido e vai ajudar a deixar seu molho com uma textura cremosa.

Mito 7: Massas devem ser cozidas apenas com água e sal.

Verdade: Que tal dar um sabor a mais na sua massa? Você pode cozinhar a sua massa com caldos diferentes como de legumes, galinha e carne.

Se você gosta de gastronomia, se inscreve na lista VIP AQUI 

7 curiosidades da dieta mediterrânea

7 curiosidades da dieta mediterrânea

Minha história com a gastronomia mediterrânea começou há mais de 10 anos atrás, quando me mudei para Barcelona, que é banhada pelo mar mediterrâneo e possui uma gastronomia mediterrânea incrível… Lá aprendi a usar o azeite de oliva em minhas comidas e também alimentos frescos em tudo que eu fazia.

A cozinha mediterrânea é um estilo de vida, é incrivelmente saudável e o melhor cheia de sabores e aromas!

Aqui estão algumas curiosidades que aprendi sobre a gastronomia mediterrânea ao longo dos anos que vivi na Espanha, uma dieta que além de super saudável é incrivelmente saborosa!

1. A dieta mediterrânea é composta por uma alimentação bem saudável baseada em legumes, frutas e vegetais

2. Alimentos como peixes e frutos do mar fazem parte importante na dieta mediterrânea

3. Tudo é muito regado com azeite de oliva, que além e saudável, dá um sabor sem igual para os preparos

4. As técnicas de cozinha marinar e grelhar são muito usadas em países mediterrâneos

5. A cozinha mediterrânea proporciona maior longevidade, evitando doenças cardíacas e o câncer

6. Espanha, Turquia, Grécia, Itália, Israel, Marrocos, França e Egito são os países com maior tradição na culinária mediterrânea

7. E claro, tudo devidamente harmonizado com um bom vinho tinto, que faz incrivelmente bem para a saúde!

E para você desfrutar do melhor da dieta mediterrânea, separei uma receita rápida, fácil e com ingredientes simples que você compra em qualquer supermercado, para você dar um show na cozinha!!!

Koftas com iogurte 

O que você precisa

  • 500g de carne moída de segunda
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 dente de algo picado
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada
  • 2 colheres de sopa de farinha de rosca
  • 1/2 colher de pimenta calabresa moída
  • 1 colher de chá de noz moscada ralada
  • Espetinhos  de bambu para churrasquinho
  • Azeite de oliva
  • Limão cortado ao meio
  • Sal e pimenta a gosto
  • pepino cortado em cubinhos
  • tomate cortado em cubinhos

Molho de iogurte

  • 1 pote de iogurte natural
  • 1 colher de sopa de hortelã picada
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 colher de sopa de Azeite de oliva

Técnica de preparo:

Em uma tigela grande, coloque a carne moída, a cebola picada, o alho, a salsinha, a farinha de rosca, a pimenta calabresa, a noz moscada misture bem os ingredientes e tempere com sal e pimenta

Molde a carne nos palitos de bambu apertando bem para a carne ficar compacta, deve parecer uma salsinha espetada no sentido do comprimento.

Em uma frigideira, coloque uma colher de azeite de oliva e frite as koftas dos dois lados até dourarem, repita o processo até fazer todos os espetinhos. Reserve

Molho de iogurte:

Em uma tigela pequena, misture o iogurte, o hortelã, sal, pimenta e azeite de oliva e misture bem.

Toque WWchef: Sirva as koftas com o molho de iogurte em uma tábua de madeira com o limão cortado ao meio o pepino e o tomate.

Se preferir, sirva com pão pita.

Se você gosta de gastronomia mundial, se inscreva na minha lista VIP AQUI

Jantar portas fechadas, você conhece?

Jantar portas fechadas, você conhece?

Sabe aqueles dias que você quer comer algo bacana, diferente, ser mimado e não está afim de cozinhar e muito menos de ter que se arrumar para ir a algum restaurante e gastar fortunas por uma jantar?

Pode ser que esses dias estejam contatos! Você já ouviu falar no conceito de jantar de portas fechadas?

Através dele você pode sair para jantar como se fosse na casa de um amigo, conhecer gente, comer algo completamente fora do comum dos restaurantes mainstream e ainda pagar muito menos que em um restaurante!

Funciona tipo um club para convidados, onde chefs servem uma gastronomia rica e personalizada em suas próprias casas, ou em algum lugar para eventos, geralmente para um número pequeno de pessoas, que muitas vezes vão compartilhar a mesma mesa!

Para participar é simples, você faz a reserva, paga e aparece na hora e local pré-combinados!

Kitchit, para Chef-Made Meals at Home

Uma verdade é que você ainda terá que fazer a reserva, assim como em um restaurante convencional, e também vai ter que sair de casa, mas as possibilidades de uma noite bem bacana são outras…

Ao invés de comer um menu enfaixado, que serve sempre a mesma coisa ou muda pouco, no jantar com as portas fechadas, cada dia pode ser uma linda surpresa

Desde provar alguma especialidade que só se encontra na família do chef, até gastronomia mundial da melhor qualidade, e quando digo melhor qualidade, digo em algo feito com a alma local do prato 🙂

E o mais legal… Você pode fazer a reserva apenas para você e durante o jantar conhecer pessoas incríveis que você não conheceria se não fosse por essa oportunidade!

Que tal provar algo novo?

Se inscreve na minha LISTA VIP AQUI e receba dicas de gastronomia!

Você iria a um jantar na casa de uma pessoa desconhecida?

Beijos

Manu

 

 

 

 

6 sinais que provam que você é da gastronomia

6 sinais que provam que você é da gastronomia

Em qual deles você mais se encaixa?

1.Você luta para não falar “quente” “queima” ou “atrás” quando vai passar atrás de pessoas em uma balada, no banco, ou até mesmo no shopping

Afinal, você precisa fazer com que as pessoas saiam da sua frente e não lembra como dizer da forma normal.

2. Você já saiu da aula ou da cozinha com sua dólmã, e sem perceber estava dirigindo ou pegando o ônibus vestido

Quando se dá por conta, morre de vergonha e finge que está indo a uma festa a fantasia!

3. Você descobre que toalhas de cozinha são artigo de luxo, e logo antes de começar a cozinhar, já esconde as suas

E quando vê alguém com sua toalha, vira uma fera!

4. Você sempre tem as melhores sobras na sua geladeira, e divide com seus amigos mais próximos

Eles te amam para sempre quando você leva doces para casa!

5. Marcas de queimaduras leves pelo braço fazem parte do seu charme…

E você lembra exatamente a história por trás de cada uma delas!

6. Ninguém te reconhece quando você está vestindo roupas mais arrumadinhas

Afinal, eles te vêem sempre com a roupa de chef e de touca, nada mais estranho que te ver com roupas normais!

Quer saber mais sobre gastronomia? Entre para minha lista VIP clicando AQUI 

Harmonização de cervejas e comida

Harmonização de cervejas e comida

Fiquei muito feliz quando o site bebidaliberada.com.br me convidou para falar sobre o tema harmonização de cervejas com comidas!

E o texto ficou muito explicado e fácil de entender… então se você está começando a provar cervejas artesanais com comida, você precisa ler isso:

A cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de cereais maltados, como a cevada e o trigo. Elas levam lúpulo, malte, fermento  e por ai vai…

A água também é parte importante nesse processo. Na medida, cerveja hidrata, viu?

Bem, mas tudo isso você já sabe!

O que você talvez não saiba é que a cerveja,  assim como o vinho, pode ser harmonizada com comida! YES!!!

Isso se chama ZITOGASTRONOMIA. Bacana né?

Como a maioria de nós está começando a aprender sobre harmonização de cervejas com gastronomia, deixo aqui uma lista de 8 dicas sobre o assunto:

1 Pratos muito temperados e gordurosos vão muito bem com cervejas encorpadas e com bastante lúpulo

2 Pratos delicados como saladas, frango, peixes, combinam com cervejas mais leves como a Pilsner e cervejas com trigo. Amo sushi com cerveja de trigo <3

3 Se optar por uma comida picante,  opte por uma cerveja bastante amarga, pois o lúpulo consegue amenizar o efeito da pimenta

4 Assim como no vinho, existe um tipo de cerveja indicado para cada tipo de queijo. Aqui vão algumas dicas: http://www.mestre-cervejeiro.com/5-harmonizacoes-de-queijo-com-cerveja/

5 A Pale Ale, a Belgian Dubbel e a Amber Lager vão bem com aquele xis bacon delícia.

6 A Irish Red Ale, a Vienna Lager e a American Pale Ale possuem notas tostadas de caramelo (hummmm) e vão bem com a picanha de domingo

7 Se for fazer um jantar inteiramente harmonizado com cerejas, siga a sequência de antes servir as mais leves tanto em álcool como em sabores, passando para as de médio corpo e finalizando com as mais encorpadas. Assim você vai conseguir sentir os aromas de cada uma delas sem sobressair os sabores.

8 E por fim,  CERVEJA+ HAMBURGUER= <3

Bora testar essas harmonizações?

Um beijo :*

Manu

Gastronomia indiana

Gastronomia indiana

A cozinha indiana está na moda! Muito diversificada, a culinária indiana está dominando o mundo, e seus chefs de cozinha estão fazendo história! Mas no Brasil nem sempre foi assim…

Há não muito tempo atrás, conseguir comprar algum ingrediente indiano aqui era uma tarefa árdua, muito difícil mesmo. Conseguia-se curry em pó do mais comum apenas quando se estava com sorte.

Mas as coisas estão mudando, a gastronomia indiana está se transformando e aquele mundo de ingredientes antes usados para fazer um único prato, estão mudando para apenas alguns poucos e bons ingredientes e especiarias.

E essa transformação torna a vida de nós brasileiros que amamos a cozinha indiana mais fácil, pois apesar de conseguirmos comprar alguns temperos online, ainda existem muitos produtos quase impossíveis de achar.

Mas eu tenho uma boa notícia para você! Agora podemos cozinhar muitas iguarias desse país com o que compramos fácil em qualquer supermercado.

Para sustentar essa afirmação, essa semana tive o prazer de conversar com um indiano, o Anand Virmani, que hoje em dia é a maior autoridade em vinhos no país, e também um apaixonado por gastronomia, e nesse vídeo ele fala um pouco sobre essa mudança na culinária do país e dá dicas valiosas para os amantes da gastronomia indiana!

Confere e vÍdeo:

Se você gosta de gastronomia mundial, se inscreve na 2º Semana da Gastronomia clicando AQUI

 

Pin It on Pinterest